Notícias

Postado em 16 de Fevereiro às 18h05

Abate de vacas aumenta e pode atingir pico em fevereiro

Notícias do Setor (123)

O abate de vacas aumentou em fevereiro como consequência dos preços mais competitivos e maior oferta de fêmeas em relação aos machos, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), que prevê que o abate de fêmeas alcance o pico neste mês.

“A maior participação das fêmeas no abate total ocorre geralmente em anos de queda no preço do bezerro e da arroba, cenário que vem sendo verificado neste início de 2017”, informou o Cepea em nota divulgada na quarta-feira (15).

O indicador Esalq/Bovespa para o preço do bezerro nelore de 8 a 12 meses em Mato Grosso do Sul acumula queda de 15,3% na parcial deste mês em relação à média do mesmo período do ano passado. Já o indicador do boi gordo no estado de São Paulo cai 10,3%, segundo o Cepea.

O aumento do abate também é justificado pelo fim do período reprodutivo, em que os pecuaristas conseguem identificar quais fêmeas terão bezerros e destinam as que não confirmaram prenhez para o abate, como forma de liberar áreas de pastagem.

Segundo os pesquisadores do Cepea, o maior abate de fêmeas neste momento poderá reduzir a oferta de bezerros a partir de 2018, com consequente diminuição na oferta de boi gordo para abate no ano seguinte e diminuição da oferta de carne no atacado.

Fonte: Anna Flávia Rochas - Carnetec

Veja também

JBS espera forte desempenho para operações de bovinos nos EUA em 201714/03 A JBS espera que seus negócios de carne bovina nos Estados Unidos tenham margens acima do verificado nos últimos anos em 2017, como resultado da recuperação do ciclo de bovinos na região e aumento das exportações, informaram executivos da companhia em teleconferências na terça-feira (14). “Vamos ver nos EUA margens que não vimos nos......
EMPRESÁRIO FATURA R$ 15 MILHÕES FAZENDO GELO21/02A MAC Total Ice fabrica máquinas de gelo por R$ 175 mil para o Brasil e outros países A MAC Total Ice nasceu da união dos conhecimentos técnicos de um pai e do espírito empreendedor do filho. Há mais de 30 anos, o Seu Antonio Carlos de Luca produzia máquinas de gelo de forma artesanal. Em 2010, Alexandre de......

Voltar para Notícias (pt)