Notícias

Postado em 14 de Abril às 08h32

Autocontrole trará avanços importantes para a proteína animal do Brasil

Nome Categoria (67)

Considerado prioridade pela Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, o Programa de Autocontrole é um importante avanço para o setor produtivo, destaca o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra.

O programa oficial de autocontrole, defendido pelo setor produtivo, tem como objetivo permitir às agroindústrias demonstrar que seus produtos cumprem os requisitos sanitários exigidos pela legislação, sob a auditoria do Ministério.

“É de interesse da empresa garantir a qualidade dos produtos. Dizer o contrário é leviano. Elas adotam diversas ferramentas e processos com este objetivo. A vigilância do governo continuará ativa, mas a visão de controle será substituída pela garantia mais abrangente, com envolvimento das agroindústrias e do governo” defende.

Turra lembra que o Brasil também é inspecionado pelos países importadores.

“São mais de 1 mil missões privadas e oficiais para avaliar o produto brasileiro. Por ser líder em carne de frango e um dos principais em carne suína, os países inspecionam com ‘lupa’ as importações vindas do Brasil. E, mesmo assim, o país segue sólido em suas exportações, o que comprova a eficiência dos controles adotados pelas agroindústrias”, ressalta.

A ministra Tereza Cristina inaugurou na semana passada os debates sobre o sistema no Grupo Permanente de Autocontrole, com participação dos setores público e privado. A ABPA é representada no grupo pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI).

Fonte: ABPA

Veja também

JBS espera forte desempenho para operações de bovinos nos EUA em 201714/03/17 A JBS espera que seus negócios de carne bovina nos Estados Unidos tenham margens acima do verificado nos últimos anos em 2017, como resultado da recuperação do ciclo de bovinos na região e aumento das exportações, informaram executivos da companhia em teleconferências na terça-feira (14). “Vamos ver nos EUA margens que não vimos nos......

Voltar para Notícias (pt)