Notícias

Postado em 30 de Outubro de 2017 às 10h42

BRF cria subsidiária Sadia Halal para atender mercados muçulmanos

EXPOMEAT 2019 A BRF S.A. anunciou na noite de quinta-feira (30) que criará a subsidiária Sadia Halal, destinada a atender o mercado muçulmano, que exige que as carnes sejam produzidas segundo regras do Islã. A...

A BRF S.A. anunciou na noite de quinta-feira (30) que criará a subsidiária Sadia Halal, destinada a atender o mercado muçulmano, que exige que as carnes sejam produzidas segundo regras do Islã.

A nova subsidiária irá deter os ativos relacionados à produção, distribuição e comercialização de alimentos destinados aos mercados muçulmanos. “O objetivo é conferir maior independência e foco aos negócios da BRF destinados aos mercados muçulmanos”, informou a companhia em comunicado.

A BRF disse que irá analisar alternativas estratégicas para a Sadia Halal, “que permitam a potencialização de sua expansão” nos mercados atuais ou em novos mercados ainda não atendidos pela empresa.

O anúncio da criação da subsidiária ocorre após o Tribunal Superior do Trabalho (TST) não conhecer recurso da empresa contra multa por terceirização de trabalhadores que praticavam o abate de aves pelo método halal na unidade da BRF em Francisco Beltrão (PR), na quarta-feira (29).

A BRF chegou a alegar no processo que a terceirização era justificada pela necessidade de que a sangria no abate halal seja realizada por trabalhadores especializados, muçulmanos, conforme as regras do Islã, argumento que não foi aceito pelo relator do processo, ministro Alexandre Agra Belmonte. Para o ministro, o abate halal se insere no conceito de atividade fim da companhia e, portanto, não pode ser terceirizado.

A empresa tinha contrato de prestação de serviços firmado com o Grupo de Abate Halal S/C Ltda, segundo o TST. Em 2009, o frigorífico foi autuado após a fiscalização constatar 30 trabalhadores muçulmanos trabalhando sem registro.

Fonte: Carnetec

Veja também

A busca pela produtividade e qualidade nos frigoríficos de bovinos: Parte 2 – Do campo até o frigorífico17/04 A partir da escolha certa da matéria-prima, precisamos estar atentos a alguns cuidados para que possamos seguir a busca pela alta produtividade e pela qualidade com relação à carne bovina do campo até a mesa do consumidor. E os trabalhos na fazenda (manejo, genética e alimentação) são muito importantes quando buscamos melhorar a produtividade dos......
Pescado está entre os itens do agronegócio mais importados pelo Brasil em 201627/01/17 O Brasil continua a ser um excelente cliente para os exportadores de pescado mundo afora. Embora os dados do sistema AgroStat (Mapa) compilados pela Seafood Brasil mostrem uma leve diminuição na receita com compras no exterior em 2016 ante o ano......

Voltar para Notícias (pt)