Notícias

Postado em 30 de Outubro às 10h42

BRF cria subsidiária Sadia Halal para atender mercados muçulmanos

Notícias do Setor (117)
Expomeat 2017 A BRF S.A. anunciou na noite de quinta-feira (30) que criará a subsidiária Sadia Halal, destinada a atender o mercado muçulmano, que exige que as carnes sejam produzidas segundo regras do Islã. A...

A BRF S.A. anunciou na noite de quinta-feira (30) que criará a subsidiária Sadia Halal, destinada a atender o mercado muçulmano, que exige que as carnes sejam produzidas segundo regras do Islã.

A nova subsidiária irá deter os ativos relacionados à produção, distribuição e comercialização de alimentos destinados aos mercados muçulmanos. “O objetivo é conferir maior independência e foco aos negócios da BRF destinados aos mercados muçulmanos”, informou a companhia em comunicado.

A BRF disse que irá analisar alternativas estratégicas para a Sadia Halal, “que permitam a potencialização de sua expansão” nos mercados atuais ou em novos mercados ainda não atendidos pela empresa.

O anúncio da criação da subsidiária ocorre após o Tribunal Superior do Trabalho (TST) não conhecer recurso da empresa contra multa por terceirização de trabalhadores que praticavam o abate de aves pelo método halal na unidade da BRF em Francisco Beltrão (PR), na quarta-feira (29).

A BRF chegou a alegar no processo que a terceirização era justificada pela necessidade de que a sangria no abate halal seja realizada por trabalhadores especializados, muçulmanos, conforme as regras do Islã, argumento que não foi aceito pelo relator do processo, ministro Alexandre Agra Belmonte. Para o ministro, o abate halal se insere no conceito de atividade fim da companhia e, portanto, não pode ser terceirizado.

A empresa tinha contrato de prestação de serviços firmado com o Grupo de Abate Halal S/C Ltda, segundo o TST. Em 2009, o frigorífico foi autuado após a fiscalização constatar 30 trabalhadores muçulmanos trabalhando sem registro.

Fonte: Carnetec

Veja também

China deve ampliar número de frigoríficos brasileiros habilitados à exportação05/09 A China deve aumentar o número de frigoríficos brasileiros habilitados a exportar carnes para aquele mercado, disse na sexta-feira (1) o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Conforme nota no site do Mapa, o presidente chinês, Xi Jinping, anunciou a disposição de ampliar a compra de carnes do Brasil durante reunião com o presidente Michel......
Imprensa EXPOMEAT19/04 Informações à imprensa: Luciana Piris - MTB 43182 11 96496-9471 luciana@lppress.com.br...

Voltar para Notícias (pt)