Notícias

Postado em 01 de Fevereiro de 2017 às 11h47

EMA inaugura Frigorífico Marinho que oferece carne do Pantanal

A Empresa Marinho de Agropecuária do Pantanal Ltda (EMA), que teve seu início em 1985, em Corumbá/MS, acaba de inaugurar um frigorífico - o Frigorífico Marinho (FRIMA) -, que abate e vende carne do Pantanal produzida pelos animais das fazenda da própria EMA.

A empresa se especializou na pecuária de corte e faz o ciclo completo de produção: cria Região Pantanal (Paiaguás, Nhecolândia e Jacadigo), recria (Jacadigo) e engorda (Serra de Corumbá - Albuquerque e Maria Coelho).

Agora, foi inaugurado o FRIMA. “Com essas características únicas nas mãos, apenas um processo faltava: garantir que a carne fosse entregue com essa qualidade ao consumidor - o abate e a distribuição. Após três anos de pesquisas e investimentos, a empresa inaugura o FRIMA, o Frigorífico Marinho”, informa o vídeo institucional da empresa.

A empresa afirma que a fim de minimizar o estresse pré-abate e maximizar o sabor, decidiram levar o frigorífico até o boi. Por isso, o frigorífico foi levado até uma das fazendas do grupo.

Fonte: BeefPoint

Veja também

Pescado está entre os itens do agronegócio mais importados pelo Brasil em 201627/01/17 O Brasil continua a ser um excelente cliente para os exportadores de pescado mundo afora. Embora os dados do sistema AgroStat (Mapa) compilados pela Seafood Brasil mostrem uma leve diminuição na receita com compras no exterior em 2016 ante o ano anterior (-2%), o volume cresceu 7%. O déficit na balança comercial segue enorme diante do nosso potencial produtivo (US$ 920 milhões......
Schmersal destaca soluções para segurança na Mercoagro08/12/17 Empresa mostra diversas soluções para o segmento de carne, como sistemas de controle chaves de emergência, inversores de frequência, sensores, cortinas de luz, relés de segurança e proteções......
Custos de produção de aves e suínos fecham 2016 em alta15/02/17 Os custos de produção de aves e suínos apresentaram quedas no mês de dezembro, em relação a novembro, mas ainda fecharam 2016 em alta, refletindo o aumento nos preços de grãos usados para......

Voltar para Notícias (pt)