Notícias

Postado em 02 de Agosto às 22h52

Exportação de carne de frango é recorde em julho; suína in natura sobe 17%

Nome Categoria (18)
EXPOMEAT 2019 As exportações brasileiras de carne de frango (in natura e processada) subiram 20,6% em julho, na comparação com mesmo mês do ano passado, para 463,1 mil toneladas, o maior volume já...

As exportações brasileiras de carne de frango (in natura e processada) subiram 20,6% em julho, na comparação com mesmo mês do ano passado, para 463,1 mil toneladas, o maior volume já registrado pelo setor, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

“O número de exportações em patamar recorde é consequência direta do restabelecimento dos níveis dos embarques nos portos após o fim dos bloqueios nas estradas, bem como da normalização do fluxo de dados no novo sistema de coleta de informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic)”, disse o presidente da ABPA, Francisco Turra, em nota.

A receita com as vendas externas de carne de frango em julho somou US$ 711,6 milhões, alta de 15,7% ano-a-ano.

De janeiro a julho, as exportações somam 2,3 milhões de toneladas, 8,2% abaixo do registrado nos primeiros sete meses de 2017. Em receita, as vendas externas de janeiro a julho caíram 12,4%, para US$ 3,675 bilhões.

Carne suína - As exportações de carne suína in natura também aumentaram em julho, em 17,1%, para 57 mil toneladas. A receita somou US$ 105,8 milhões, queda de 13,8% na comparação anual.

No acumulado do ano até julho, as exportações somam 293,7 mil toneladas (-14,2%) e US$ 619,3 milhões (-28,2%).

“O comportamento visto nas exportações de carne suína é influenciado pelos mesmos fatores registrados da carne de frango. Ao mesmo tempo, perduram as fortes compras de produtos pelos chineses, reduzindo os impactos do embargo russo ao setor brasileiro”, disse o diretor executivo da ABPA, Ricardo Santin.

Por Anna Flávia Rochas

Fonte: Carnetec

Veja também

Vendas à China se aproximam de 40% das exportações de carne bovina16/11/17 Segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), o apetite chinês pela carne bovina brasileira não dá sinais de arrefecimento. "E ele vem compensando amplamente as quedas de vendas para os países da União Europeia, devido à Operação Carne Fraca, e a não confirmação da abertura do mercado norte-americano......
NovaProm, da JBS, vai exportar ingrediente funcional bovino para EUA04/04 A NovaProm, empresa produtora de colágeno bovino da JBS S.A., irá exportar um novo ingrediente funcional à base de carne e derme bovina para os Estados Unidos, após investir R$ 9 milhões no desenvolvimento do produto,......

Voltar para Notícias (pt)