Notícias

Postado em 09 de Setembro às 10h28

Exportação de carne suína bate recorde para agosto e supera em 79% receita e volume de agosto/19

EXPOMEAT 2019 O fechamento dos dados de exportação de carne suína de agosto, divulgado pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, apontam para um recorde para um mês de agosto, segundo o...

O fechamento dos dados de exportação de carne suína de agosto, divulgado pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, apontam para um recorde para um mês de agosto, segundo o analista de mercado da Agrifatto Consultoria, Yago Travagini. Segundo ele, em agosto de 2020, o volume embarcado superou em 39% o mês de agosto de 2006, que era o recorde.

Além disso, em agosto deste ano, tanto o montante embarcado quanto a receita obtida superaram em torno de 79% os resultados obtidos com a venda do produto em agosto do ano passado.

O faturamento nos 22 dias úteis de agosto com as exportações de carne suína foi de US$ 196.091.309, cerca de 79,71% a mais que a receita com a venda do produto em agosto de 2019, que foi de US$ 109.114.071. Na comparação com o mês de julho de 2020, o faturamento aumentou em 2,3%.

As 87.704,844 toneladas exportadas por enquanto superaram em 78,97% o volume embarcado no mesmo mês do ano passado, 49.003,544 toneladas. Se comparado o montante embarcado em agosto com julho deste ano, houve um recuo de 2,78%.

egundo Travagini, os dados de agosto comparados com julho deste ano mostram que o Brasil está vendendo com preços melhores no mercado externo, mesmo com o dólar nos patamares que está.

A média diária paga pela carne suína exportada durante agosto foi de US$ 9.337.681, quantia 88,27% superior ao valor de US$ 4.959.730, praticados no mesmo mês do ano passado.

As toneladas por média diária embarcada suína, 4.176.421 até o final do mês, são 87,50% maiores do que as 2.227.433 registradas em agosto de 2019.

Em relação ao preço pago por tonelada, o aumento em agosto está estimado em 0,41%, quando comparados os US$ 2.235.809 praticados atualmente contra os US$ 2.226.656 no mesmo mês do ano passado.

Fonte: Notícias Agrícolas

Veja também

Indústria da reciclagem animal e sua relevância para o setor durante a crise, segundo a Embrapa06/07 Brasil recicla 99% dos resíduos derivados de estabelecimentos de abate e varejistas De acordo com informações da Empresa Brasileira de Pesquisa em Agropecuária (Embrapa), a indústria com maior potencial de reciclagem no país é da reciclagem animal, na qual o Brasil recicla 99% dos resíduos derivados de estabelecimentos de abate e varejistas. Os Estados de......

Voltar para Notícias (pt)