Notícias

Postado em 30 de Novembro de 2017 às 09h27

Filipinas reabre mercado para carnes do Brasil

EXPOMEAT 2019 O mercado das Filipinas foi aberto às carnes de frango, suína e bovina do Brasil na sexta-feira (24), segundo informações da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As...

O mercado das Filipinas foi aberto às carnes de frango, suína e bovina do Brasil na sexta-feira (24), segundo informações da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

As vendas de carnes do Brasil para as Filipinas estavam embargadas desde setembro deste ano, sendo que até então 35 mil toneladas de carne de frango e 2 mil toneladas de carne suína tinham sido embarcadas ao país asiático em 2017.

Já as vendas de carne bovina às Filipinas alcançaram 9,3 mil toneladas neste ano, segundo dados no site da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

“O Brasil recebeu há poucas semanas uma missão técnica do governo filipino, e mostrou que nossa estrutura está plenamente adequada para atender às suas exigências”, disse o presidente da ABPA, Francisco Turra, em comunicado.

“Esta é mais uma conquista para a cadeia produtiva de proteína animal brasileira, apontando para perspectivas otimistas sobre os embarques de aves e de suínos em 2018.”

Fonte: Carnetec

Veja também

Custos de produção de aves e suínos fecham 2016 em alta15/02/17 Os custos de produção de aves e suínos apresentaram quedas no mês de dezembro, em relação a novembro, mas ainda fecharam 2016 em alta, refletindo o aumento nos preços de grãos usados para nutrição animal, segundo dados contabilizados pela Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa. O índice que mede o custo de......
Exportações de carne bovina brasileira sobem 2% em 201706/10/17 As exportações brasileiras de carne bovina somam 1,065 milhão toneladas nos nove primeiros meses do ano, alta de 2,2% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados compilados pela Associação......
Os frigoríficos e a busca pelo planejamento ideal (Blog do Celso Ricardo)05/09/17 Em todos os frigoríficos em que trabalhei, as ações e as preocupações sempre vieram depois que a matéria-prima já tinha sido abatida. Os empresários do setor sempre se importaram primeiramente em ver o......

Voltar para Notícias (pt)