Notícias

Postado em 21 de Novembro de 2017 às 17h53

Frigol assume frigorífico em GO e torna-se o 4º maior do Brasil

EXPOMEAT 2019 A Frigol S.A. anunciou na quinta-feira (16) a incorporação de unidade frigorífica em Cachoeira Alta (GO). Com isso, a indústria aumenta em 25% sua capacidade de abate de bovinos, atingindo 60 mil...

A Frigol S.A. anunciou na quinta-feira (16) a incorporação de unidade frigorífica em Cachoeira Alta (GO). Com isso, a indústria aumenta em 25% sua capacidade de abate de bovinos, atingindo 60 mil cabeças/mês e 180 mil toneladas de carne/ano. Esse negócio posiciona a Frigol na quarta posição entre as indústrias frigoríficas nacionais, segundo nota da empresa – atrás de JBS, Marfrig e Minerva.

Com o arrendamento, a Frigol passa a atuar com plantas em três estados: São Paulo (Lençóis Paulista), Pará (São Félix do Xingu e Água Azul do Norte) e, agora, Goiás (Cachoeira Alta).

O frigorífico de Cachoeira Alta faz parte da Rodopa Alimentos e estava desativado. A unidade processa carne resfriada e congelada, miúdos e subprodutos tanto para o mercado interno quanto externo – Hong Kong, Egito, Arábia Saudita, Vietnã e outros países.

A Frigol investirá cerca de R$ 5 milhões em equipamentos e na melhoria da infraestrutura para o início dos abates, processo que deve estar concluído em meados de dezembro de 2017. A planta tem capacidade para abater 600 bovinos/dia e incorporará cerca de R$ 360 milhões/ano à receita da Frigol. Serão gerados cerca de 400 empregos diretos para a reativação do frigorífico.

“Trata-se de uma unidade moderna e de bom porte, em um mercado muito importante e com boa oferta de gado, que se ajusta perfeitamente à estratégia de crescimento da Frigol”, disse em nota o CEO Luciano Pascon.

“A Frigol permanece atenta ao mercado, de olho em oportunidades estratégicas para novo ciclo de crescimento, com o respaldo de uma gestão financeira equilibrada, voltada para a geração de resultados para os stakeholders e foco em produtos de maior valor agregado.”

A Frigol projeta receita líquida de R$ 1,4 bilhão em 2017. As exportações representam cerca de 22% da produção da empresa. Com a nova unidade de Cachoeira Alta, a companhia passa a ter capacidade para processamento de 180 mil toneladas/ano. A produção é distribuída para todo o Brasil e exportada para mais de 60 países da América do Sul, Europa, Oriente Médio, Ásia e África. A capacidade de abate passa a superar 3 mil bovinos/dia e 1,2 mil suínos/dia. No total, a empresa gera 2,5 mil empregos diretos.

Fonte: Carnetec

Veja também

Exportações brasileiras de carne suína encerram 2016 com alta de 32% em volume18/01/17 Confirmando o bom ano vivido pela suinocultura do Brasil no mercado internacional, as exportações do setor (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 732,9 mil toneladas em 2016, volume que supera em 32% as 555,1 mil toneladas embarcadas em 2015. Com o forte desempenho dos embarques, a receita acumulada nos 12 meses de 2016 alcançou US$ 1,483 bilhão,......
Mercoagro 2018 oferecerá diversas oportunidades de negócios21/11/17 A Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne (Mercoagro 2018) terá uma ampla programação paralela com diversas oportunidades de negócios. Entre eles estão as......
BTA Aditivos é expositora confirmada na feira EXPOMEAT27/03/17 “A Expomeat é uma vitrine que possibilita mostrarmos nossos lançamentos em produtos e tecnologias para o setor de processamento da proteína animal. É também uma oportunidade de interação com fornecedores......

Voltar para Notícias (pt)