Notícias

Postado em 01 de Março de 2018 às 12h20

JBS Couros conquista reconhecimento global de boas práticas em unidades na América do Sul

EXPOMEAT 2019 A JBS Couros confirma seu compromisso com a sustentabilidade na cadeia de fornecimento do couro após receber, mais uma vez, reconhecimento máximo em rastreabilidade nas auditorias do Leather Working Group (LWG) em...

A JBS Couros confirma seu compromisso com a sustentabilidade na cadeia de fornecimento do couro após receber, mais uma vez, reconhecimento máximo em rastreabilidade nas auditorias do Leather Working Group (LWG) em oito de suas 15 plantas na América do Sul, informou a empresa no mês passado.

Entre dezembro de 2017 e janeiro deste ano, sete de suas unidades produtivas e um centro de distribuição na região foram certificados por suas melhores práticas ambientais nos processos produtivos.

No Brasil, as unidades de Barra do Garças (MT), Cacoal (RO), Colorado do Oeste (RO), Porangatu (GO) e São Luiz de Montes Belos (GO) mantiveram suas medalhas de ouro. As plantas de Uberlândia (MG) e de Buenos Aires (Magdalena), na Argentina, continuaram com a medalha de prata nessa rodada de auditorias. Além disso, o centro de distribuição de Campo Grande (MS), em sua primeira auditoria seguindo o protocolo de distribuidores do LWG, atingiu a pontuação máxima (100%).

No quesito rastreabilidade, todas as unidades mencionadas registraram nota máxima, com a totalidade dos couros processados fisicamente marcados e rastreáveis. Outras seis plantas da região renovarão suas certificações ao longo do ano e já contam com a medalha de ouro e reconhecimento máximo em rastreabilidade. Já as unidades de Montenegro (RS) e Montevideo, no Uruguai, serão auditadas pela primeira vez neste ano.

“Essas conquistas demonstram não somente o compromisso da JBS com práticas ambientais em linha com as mais altas demandas de mercado, mas também a confiabilidade de seus produtos e processos. A JBS Couros conta com um sistema de rastreabilidade que permite identificar a origem dos materiais processados pela empresa, assim como ter uma visão detalhada de todas as ações aplicadas à matéria-prima, da origem até a distribuição e entrega a nossos clientes", disse em nota Fernando Bellese, gerente de Marketing e Sustentabilidade da JBS Couros.

Formado por grandes marcas internacionais, fornecedores, varejistas e empresas do segmento, o LWG conta com métricas como consumo de água, energia, controle de substâncias restritas, gestão de resíduos e tratamento de efluentes, focadas nas boas práticas ambientais.

"A estrutura verticalizada da JBS Couros permite uma abordagem única no setor, que cuida de cada detalhe. Nossa preocupação constante com temas como bem-estar animal, qualidade do couro, desempenho ambiental e social, pesquisa e inovação impactam diretamente e positivamente na qualidade e confiabilidade de nossos produtos", acrescentou Bellese.

Fonte: Carnetec

Veja também

Moody's estima alta de 9% no lucro de setor de carnes da América Latina em 201814/12/17 A agência de classificação de risco Moody's Investors Service considera que as perspectivas para a indústria de proteína animal da América Latina em 2018 são positivas, com expectativa de aumento nos lucros, câmbio mais estável e demanda mais forte, segundo estudo divulgado na terça-feira (12). “A agência de ratings espera que o......
Abate de bovinos sobe 3,8% em 2017, de suínos bate recorde e de frangos cai22/03/18 Os abates de bovinos no Brasil somaram 30,83 milhões de cabeças no ano passado, alta de 3,8% ante 2016, o primeiro crescimento anual após três anos consecutivos de queda, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de......

Voltar para Notícias (pt)