Notícias

Postado em 31 de Janeiro de 2018 às 10h25

Rabobank espera alta de 20% na exportação de carne suína do Brasil pra China em 2018

EXPOMEAT 2019 As vendas de carne suína brasileira para a China podem crescer 20% em 2018, diante do aumento da oferta e competitividade do produto brasileiro, estimam analistas do Rabobank em relatório divulgado na...

As vendas de carne suína brasileira para a China podem crescer 20% em 2018, diante do aumento da oferta e competitividade do produto brasileiro, estimam analistas do Rabobank em relatório divulgado na terça-feira (30).

As importações totais de carne suína pela China tendem a aumentar cerca de 6% em 2018, após queda significativa em 2017, quando o país asiático tinha elevados estoques de carnes congeladas e os preços internacionais da carne suína estavam altos, segundo o Rabobank.

“Acredita-se que os estoques de carne de porco da China tenham diminuído ao longo do ano passado; os preços nos países exportadores devem cair ainda mais em 2018, já que a oferta está expandindo”, escreveram analistas do Rabobank.

A implementação da nova política ambiental chinesa, que já resultou no desmantelamento de fazendas de produção de suínos nas regiões leste e sul do país, também tende a resultar em fortes exportações de carne suína diretamente para estas áreas, segundo os analistas.

O Brasil exportou quase 50 mil toneladas de carne suína para a China em 2017, queda de 40% em volume, na comparação com o ano anterior, segundo dados compilados pelo Rabobank.

A estimativa de crescimento da demanda chinesa em 2018 pelo Rabobank, caso se confirme, seria um alento para a agroindústria de carne suína brasileira, que atualmente está impedida de exportar para a Rússia, mercado que foi responsável por cerca de 40% de todo o volume do produto exportado pelo Brasil no ano passado.

Fonte: Carnetec

Veja também

GESTÃO OPERACIONAL JUNTO A CADEIA PRODUTIVA DA CARNE BOVINA BRASILEIRA03/07/18 Você profissional que trabalha junto ao negócio carne bovina no Brasil, precisa entender de forma simples, clara e objetiva quais são as mudanças que vem acontecendo nos últimos anos junto a gestão do negócio e que tem um impacto direto no resultado do setor, e faz a diferença quando o assunto é o RESULTADO. O curso esta no formato EAD e é......
Instituto de Tecnologia de Alimentos tem nova direção21/01/19 A pesquisadora Eloísa Garcia é a nova diretora geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), nomeada nesta quinta-feira (17) pelo secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira. Com 35......

Voltar para Notícias (pt)