Notícias

Postado em 03 de Julho de 2018 às 22h59

Santa Catarina quer exportar carne suína para o México

EXPOMEAT 2019 A Secretaria da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina informou, por meio de nota à imprensa divulgada no domingo (1º), que o governo e as agroindústrias do estado querem exportar carne suína para o...

A Secretaria da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina informou, por meio de nota à imprensa divulgada no domingo (1º), que o governo e as agroindústrias do estado querem exportar carne suína para o México. Para tanto, o governador Eduardo Pinho Moreira irá chefiar uma missão oficial ao país da América do Norte para dar sequência às negociações e ampliar a presença naquele mercado.

As informações foram confirmadas durante reunião do governo do estado e representantes do setor produtivo de carnes, que trataram também de questões ligadas ao abastecimento de milho e ao fortalecimento do status sanitário e da defesa agropecuária catarinense.

De acordo com a secretaria, Santa Catarina já tem uma sólida parceria com o México no fornecimento de carne de frango e existe o interesse também na compra da carne suína produzida no estado. "Este será mais um mercado exclusivo do agronegócio catarinense, como já acontece com Japão e Coreia do Sul."

Segundo o governador, a conquista desse novo mercado terá impacto direto na suinocultura de Santa Catarina. “Os mexicanos demonstraram interesse em conhecer as plantas frigoríficas instaladas em Santa Catarina. Este é um grande mercado, que vai favorecer a suinocultura catarinense”, disse na nota Pinho Moreira.

Neste mês de julho, uma missão mexicana visitará frigoríficos catarinenses. Posteriormente, representantes do governo do estado, agroindústrias e governo federal irão até o México para dar sequência às negociações.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, explicou que o fato de Santa Catarina ser o único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação fez com que o mercado mexicano voltasse a atenção para os produtos catarinenses.

“O México importa carne suína dos Estados Unidos e Canadá e busca outros mercados com o mesmo status sanitário. E nós queremos mostrar ao governo mexicano que podemos fornecer carne de alta qualidade com absoluta segurança sanitária”, afirmou.

Coreia do Sul
Em nota separada divulgada na sexta-feira (29), a secretaria da agricultura de Santa Catarina informou que o estado embarcou mais um lote de carne suína para a Coreia do Sul. Na semana passada, a BRF de Campos Novos enviou 25 toneladas do produto para o país asiático.

Esse é o segundo embarque de carne suína com destino à Coreia do Sul e demonstra a evolução das negociações com as empresas catarinenses. Em maio, a JBS da cidade de Seara já havia exportado 50 toneladas de cortes suínos partindo do Porto de Itajaí para atender o mercado sul-coreano.

“Aos poucos, os embarques para a Coreia do Sul começam a crescer e, conforme o previsto, as empresas catarinenses que já atuam naquele mercado com carne de frango expandem seus negócios também para carne suína”, disse o secretário Airton Spies.

Além de BRF e JBS, Santa Catarina possui mais duas empresas autorizadas a exportar carne suína para a Coreia do Sul: Aurora e Pamplona.

Fonte: Carnetec

Veja também

China, Chile e Egito retomam compras de carnes brasileiras27/03/17 China, Chile e Egito anunciaram ao governo brasileiro a retomada das compras de carnes produzidas no Brasil, sendo que a suspensão de embarques ficará restrita apenas às plantas frigoríficas investigadas na Operação Carne Fraca, informou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em comunicados no sábado (25). Mais de uma dezena de......
JBS vai restituir pecuaristas com diferença do Funrural de janeiro23/01/18 A JBS S.A. informou na segunda-feira (22) que pecuaristas que tiveram animais abatidos pela companhia entre 1º e 9 de janeiro serão restituídos com a diferença de 0,8 ponto percentual referente à mudança na......

Voltar para Notícias (pt)