Notícias

Postado em 29 de Agosto de 2018 às 23h55

Selo Brazil Agro para carnes será concedido via associações de frigoríficos

Nome Categoria (67)
EXPOMEAT 2019 Os frigoríficos brasileiros com interesse em usar o selo Brazil Agro – Good for Nature, marca criada pelo governo federal para valorizar produtos do agronegócio brasileiro no exterior, deverão estar...

Os frigoríficos brasileiros com interesse em usar o selo Brazil Agro – Good for Nature, marca criada pelo governo federal para valorizar produtos do agronegócio brasileiro no exterior, deverão estar associados a entidades representativas do setor, segundo informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A marca foi lançada no fim de julho e visa agregar valor aos produtos brasileiros, destacando critérios de sustentabilidade, bem-estar animal e qualidade da produção nacional a consumidores internacionais. A intenção é que o selo também possa possibilitar a abertura de novos mercados no exterior.

A Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) obteve em 1º de agosto a autorização para que seus associados passem a utilizar a marca para seus produtos, desde que sigam as regras estabelecidas. “A supervisão do uso será da própria entidade”, informou a Abrafrigo à CarneTec.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) informaram que o processo para autorização do uso da marca ainda está sendo definido.

Na portaria do Mapa que institui a marca, publicada no Diário Oficial da União de 9 de julho, foi autorizada a formação de uma comissão que irá tratar de assuntos sobre o selo, composta por integrantes de diversos departamentos do ministério.

Duas reuniões dessa comissão já teriam sido realizadas em julho, segundo dados da agenda do secretário de Relações Internacionais do Agronegócio no Mapa, Odilson Luiz Ribeiro e Silva.

Por Anna Flávia Rochas em 22/08/2018

Fonte: Carnetec

Veja também

Abate de vacas aumenta e pode atingir pico em fevereiro16/02/17 O abate de vacas aumentou em fevereiro como consequência dos preços mais competitivos e maior oferta de fêmeas em relação aos machos, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), que prevê que o abate de fêmeas alcance o pico neste mês. “A maior participação das fêmeas no abate total ocorre geralmente em......
FLUXO vai expor seus principais produtos na feira EXPOMEAT20/04/17 Fabricante de equipamentos eletrônicos industriais. Assistência técnica em equipamentos eletrônicos industriais. Vendas de insensibilizadores de aves e suínos, inversores de frequência e softstarts ABB, indicadores e......

Voltar para Notícias (pt)