09 A 11
DE novembro DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 28 de Julho de 2020 às 13h35

Abates de frango no Paraná sobem 7,1% no 1º semestre e batem recorde

EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Frigoríficos no Paraná, maior estado produtor de carne de frango do Brasil, abateram 984,7 milhões de aves no primeiro...

Frigoríficos no Paraná, maior estado produtor de carne de frango do Brasil, abateram 984,7 milhões de aves no primeiro semestre deste ano, 7,1% acima da produção do mesmo período do ano passado e o melhor resultado já alcançado para um semestre, disse o Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar).

As exportações somaram 825,1 mil toneladas de carne de frango no semestre, alta de 4,1% ano a ano.

Da carne de frango produzida no Paraná, 66,4% foram vendidos no mercado interno e 33,6% foram exportados.

Os principais países compradores do produto foram China (177,3 mil toneladas), África do Sul (67,5 mil toneladas) e Emirados Árabes Unidos (58,3 mil toneladas).

O aumento na produção e exportação de carne de frango paranaense ocorreu em momento de combate à pandemia da covid-19, quando unidades tiveram que adequar operações para manter a produção.

O Sindiavipar disse que a indústria avícola paranaense investiu R$ 100 milhões em ações para reduzir o risco da propagação do vírus nas unidades e garantir a produção.

“As empresas estão comprometidas com suas equipes, nas quais o bem-estar de seus integrantes e a manutenção da saúde têm total prioridade”, disse o presidente do Sindiavipar, Domingos Martins, em nota.

Ele acrescentou que o setor também tem a responsabilidade de entregar alimento de qualidade e em quantidade para abastecer os mercados que dependem da produção.

Fonte: CarneTec
 

Veja também

Continuação da entrevista sobre tendências do consumo mundial de carnes01/03/17 A edição impressa da revista CarneTec do primeiro trimestre traz, na seção Análise Regional, a continuação da entrevista com a engenheira de alimentos Sandra Mian, uma das maiores especialistas da atualidade no quesito ‘tendências’. A primeira parte da entrevista foi divulgada em janeiro neste portal. A segunda parte segue abaixo: O futuro do......
Digitalizando o Mercado da Carne29/11/19 Tivemos a notícia de uma alta histórica no preço da arroba do boi gordo, devido a guerra comercial entre China/Estados Unidos e da peste suína africana, consequentemente fez a carne brasileira cair na graça do mercado......

Voltar para Notícias (pt)