EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 06 de Janeiro às 11h04

Abiec estima alta de 6% nas exportações de carne bovina em 2021

Notícias do Setor (642)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) estima que as exportações brasileiras de...

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) estima que as exportações brasileiras de carne bovina em 2021 somarão 2,14 milhões de toneladas, alta de 6% em relação aos 2,02 milhões de toneladas esperados para 2020.

O faturamento com as exportações deve chegar a US$ 8,79 bilhões, alta de 3% ante os US$ 8,53 bilhões esperados em 2020.

O presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, disse em coletiva de imprensa na sexta-feira (18) que a estimativa é conservadora e considera um preço médio menor.

A expectativa é de um preço médio de exportações US$ 4.104 por tonelada em 2021, comparada à média de US$ 4.224 estimada para 2020. Essa queda é baseada na estimativa para cotação do dólar e mudanças no mix de exportação para adequação à demanda de cada país num cenário ainda afetado pela covid-19.

A Abiec espera que o Brasil amplie as exportações para novos mercados e para países que já importam a carne bovina brasileira.

“Um dos focos que a gente tem pro ano que vem é incrementar (exportação para) mercados que já estão abertos”, disse Camardelli. “E isso nos leva a examinar cada país individualmente.”

Apenas para a China, há 26 plantas brasileiras de carne bovina prontas para receber a habilitação para iniciar as exportações, cinco delas em estágio mais avançado para a aprovação, segundo o dirigente. Atualmente, 35 unidades processadoras de carne bovina brasileira já estão habilitadas a exportar para o país asiático.

A Abiec disse que o Brasil está negociando a exportação de carne bovina in natura para o Japão, México, Coreia do Sul e Canadá, para os quais poderia exportar um total de 260 mil toneladas por ano, gerando faturamento de US$ 1,5 bilhão.

Camardelli disse que a indústria brasileira de carne bovina deverá exportar cerca de 23% da sua produção total de carne bovina em 2020. A Abiec não divulgou a projeção para a produção brasileira de carne bovina em 2021, o que deve ocorrer no início do ano que vem.


Fonte: Carnetec

Veja também

Faturamento da C.Vale deve crescer para R$ 11,5 bilhões15/12/20 Com uma ampla carteira de negócios e de áreas de atuação - que se estendem pelos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e mesmo o vizinho Paraguai -, a C.. Vale está superando sem grandes turbulências os desafios impostos em 2020. O principal deles é a pandemia, mas também o clima adverso para as lavouras do......
Korin é homenageada na Câmara dos Deputados em Brasília11/12/19 A Korin, conhecida por produzir e comercializar linhas orgânicas e sustentáveis de origem animal e vegetal, foi laureada em sessão solene na terça-feira (03) no Plenário Ulysses Guimarães, Câmara dos Deputados em......
JBS assina acordo para aumentar presença na China30/01/20 A JBS S.A. fechou parceria com a empresa chinesa WH Group visando aumentar o fornecimento e distribuição de carnes bovina, suína e de aves in natura no mercado chinês em até R$ 3 bilhões por ano, informou a empresa em......

Voltar para Notícias (pt)