21 A 23
DE SETEMBRO DE 2021

Das 14h às 20h

Pavilhão de Exposições Anhembi - São Paulo/SP

Notícias

Postado em 23 de Junho de 2020 às 14h18

China deve importar mais de 9 milhões de toneladas de carne em 2020, aponta FAO

Notícias do Setor (306)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal Nas previsões do Food Outlook 2020 da FAO, no decorrer do corrente exercício a China deve importar volume de carnes quase um quarto...

Nas previsões do Food Outlook 2020 da FAO, no decorrer do corrente exercício a China deve importar volume de carnes quase um quarto superior ao importado no ano passado, incremento que corresponde a cerca de 9,325 milhões de toneladas a serem adquiridas externamente. É, também, volume quase 75% superior ao importado em 2017, quando o país ainda não havia sido afetado pela Peste Suína Africana.

Do total previsto pela FAO, quase 45% estão representados pela carne suína - mais de 4 milhões de toneladas a serem importadas, 1,2 milhão de toneladas a mais (42%) que em 2019.

Na sequência vem a carne bovina com um terço do total a importar, índice que representa aquisições externas pouco superiores a 3,1 milhões de toneladas, 14% a mais que no ano passado.

As carnes avícolas (ou, essencialmente, de frango) vêm em terceiro lugar – inclusive porque a produção chinesa deve aumentar mais de 12%, garantindo um suprimento interno maior que o de 2019. Mesmo assim, o adicional previsto, de 238 mil toneladas, elevará as importações de 2020 para 1,653 milhão de toneladas, aumento de quase 17% sobre o que foi importado no ano passado.

Fonte: AviSite

Veja também

Exportação de carne de frango de julho pode chegar às 400 mil toneladas14/07/20 Se a semana inicial do mês já havia sido boa, a segunda foi ainda melhor. Porque a média diária de carne de frango in natura embarcada no período (5 a 11 de julho, cinco dias úteis) aumentou quase 7% em relação os três primeiros dias úteis do mês. Com isso, a média diária agora registrada (embarques somados de oito dos 23 dias......

Voltar para Notícias (pt)