EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 01 de Dezembro de 2020 às 11h37

Consumo de carne e seus benefícios

Notícias do Setor (642)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal O consumo de carnes vermelhas é saudável e está presente na dieta humana desde a pré-história. Acredita-se que...

O consumo de carnes vermelhas é saudável e está presente na dieta humana desde a pré-história. Acredita-se que foi o consumo de carne que auxiliou na evolução do cérebro humano, desenvolvendo inteligência e cognição superior às outras espécies presentes no planeta.

Quando falamos de carne, o primeiro nutriente que pensamos é a proteína. E isto se justifica pelo fato de a carne ser uma excelente fonte deste nutriente, entre outros fundamentais para a nossa saúde.

Afinal, o que são as proteínas?

O nome proteína é de origem grega, protos, que traz a ideia de ‘o primeiro elemento em ordem de importância’. São moléculas formadas pela união de aminoácidos.

As proteínas estão presente em todos os seres vivos, participando praticamente de todas as reações que ocorrem em nosso organismo como: formação dos tecidos e músculos, formação dos anticorpos para imunidade, formação das enzimas que facilitam o processo digestivo, replicação do DNA, entre tantas outras funções importantes para saúde.

Os animais, ao contrário das plantas, não são capazes de produzir todos os aminoácidos necessário para sua sobrevivência. Desta forma, podemos classificar os aminoácidos em não essenciais, aqueles que nosso organismo é capaz de produzir e essenciais, aqueles que não conseguimos produzir, sendo, portanto, fundamental o consumo através dos alimentos.

É a quantidade de aminoácidos essenciais que determina o valor biológico da proteína. Neste quesito, os produtos de origem animal como carnes, ovos e leites são campeões em fornecer proteínas de alto valor biológico.

Consumo de carne no Brasil

Além de ser uma fonte excelente de proteínas, ela fornece vitaminas do complexo B, vitamina A e minerais como ferro, zinco, cálcio, fósforo, magnésio, sódio e potássio.

Quando o assunto é carne bovina, o Brasil é destaque mundial. Além de ser um grande produtor e exportados do produto, também é um dos maiores consumidores. Segundo a Embrapa, em 2019 cada brasileiro consumiu aproximadamente 42,1 Kg de carne bovina, 42,8 Kg de carne de aves e 15,3 Kg de carne suína.

Quais os benefícios de consumir carne?

O consumo regular de carnes vermelhas, contribui para benefícios de saúde que podem ser percebidos de uma maneira geral. Entre os principais pode-se mencionar:


- A alta qualidade da proteína animal é ótima para performance nos esportes e manutenção da massa muscular, inclusive para evitar sarcopenia em idosos e para desenvolvimento da criança;

- Além da proteína, a carne é rica em outros nutrientes essenciais como vitaminas do complexo B, vitamina A e minerais como ferro, zinco, cálcio, fósforo, magnésio e potássio;

- O consumo regular de carne é recomendado para pessoas que possuem absorção intestinal reduzida, como idosos ou após cirurgias restritivas, por exemplo a bariátrica. Pois, além da proteína de alto valor biológico, os demais nutrientes também são mais facilmente absorvidos;

- A vitamina B12 só é encontrada em produtos de origem animal, sendo a carne uma ótima fonte. Entre outras funções, a B12 é essencial para o desenvolvimento e manutenção do sistema nervoso.

Em resumo, o consumo de proteína é indiscutivelmente indispensável, não importando o tipo de dieta que se queira adotar. Mas a carne, ao longo de milhares de anos, tem se mostrado uma ótima aliada para nossa saúde, como fonte de proteínas, vitaminas e minerais.

Por: Equipe NutriConnection
Fone (11) 9426 -51415
ary.bucione@nutriconnection.com.br
www.nutriconnection.com.br

Veja também

Agricultura: Brasil abre mercados para carne suína, ovos e semente de arroz16/02 O Brasil passará a exportar ovos, carne suína e sementes de arroz e novos países, segundo levantamento da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura obtido pelo Broadcast Agro. Foram três novas aberturas somente nos dez primeiros dias deste mês. A mais recente, possibilidade de negociar semente de arroz com a......

Voltar para Notícias (pt)