EXPOMEAT
de 15 a 17 de Março de 2022

Das 14h às 20h
Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 03 de Outubro às 01h46

Exportação de carne bovina segue alta em setembro apesar de suspensões

EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal As exportações brasileiras de carne bovina estão aquecidas em setembro apesar da suspensão das...

As exportações brasileiras de carne bovina estão aquecidas em setembro apesar da suspensão das exportações para a China, principal comprador brasileiro, após a confirmação de dois casos atípicos de encefalopatia espongiforme bovina (EEB).

Até a terceira semana de setembro, a média diária de exportações brasileiras de carne bovina já estava 60% acima da média de setembro do ano passado, disse o analista responsável pelo mercado de proteína animal do Rabobank Brasil, Wagner Yanaguizawa, no podcast do banco Foco no Agronegócio.

“Se a gente for fazer um comparativo, com relação a setembro do ano passado inteiro, já foram alcançados nessas três semanas 93% de todo o volume exportado”, disse o analista.

Setembro de 2020 foi o mês com o menor volume de carne bovina brasileira exportada no segundo semestre do ano passado.

As exportações brasileiras de carne bovina para a China estão suspensas desde o último dia 4 de setembro, quando o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou dois casos atípicos de EEB em frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte (MG).
O analista disse que os preços de carne bovina na China também sinalizam que os importadores chineses esperam a retomada das compras do Brasil em breve.

Em 2019, um caso atípico de EEB no Brasil levou à suspensão temporária de 13 dias das exportações para o país asiático.

O Brasil é o maior exportador de carne bovina para a China, tendo embarcado 38% do total importado pelos chineses de janeiro a julho deste ano.

A desvalorização do real também tem colaborado para elevar a competitividade da carne bovina brasileira em relação a outras concorrentes.

Fonte: CarneTec

Veja também

Aurora Alimentos assume quatro novas unidades em Tapejara e Ibiaçá (RS)01/06 A Cooperativa Central Aurora Alimentos vive um momento histórico. Após o fim das negociações com o Grupo Agrodanieli, tiveram início as atividades nos dois Frigoríficos de aves, na Fábrica de Rações e no Incubatório recém-adquiridos pela cooperativa, em Tapejara e Ibiaçá (RS). Uma das novas estruturas foi apresentada às......

Voltar para Notícias (pt)