EXPOMEAT
de 15 a 17 de Março de 2022

Das 14h às 20h
Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 05 de Março de 2020 às 15h21

JBS, Minerva e Marfrig entre habilitadas a exportar para EUA

Notícias do Setor (667)
EXPOMEAT 2022 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A JBS tem 11 unidades brasileiras aprovadas a exportar carne bovina in natura para os Estados Unidos, a Minerva tem cinco e a Marfrig tem...

A JBS tem 11 unidades brasileiras aprovadas a exportar carne bovina in natura para os Estados Unidos, a Minerva tem cinco e a Marfrig tem três, informaram as empresas.

A reabertura do mercado dos EUA para a carne bovina in natura foi anunciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na sexta-feira (21).

A JBS disse em nota que tem 11 unidades industriais aprovadas para iniciar o processo de exportação de carne bovina in natura para os Estados Unidos. “Vale ressaltar que a JBS possui uma base consolidada de clientes e de distribuição local e está imediatamente apta para atender esse mercado potencial”, informou a empresa.

A Minerva disse que suas cinco unidades brasileiras habilitadas a exportar para os EUA têm capacidade de abate total de 6 mil cabeças/dia.

A Minerva já tem acesso ao mercado norte-americano por meio das operações na Argentina e no Uruguai. “A aprovação da exportação de carne bovina brasileira para os Estados Unidos é um importante passo para os produtores brasileiros e pode abrir oportunidades em outros mercados que seguem padrões sanitários semelhantes, ampliando assim a capilaridade da carne bovina brasileira no mercado global”, disse a empresa em comunicado.

A Marfrig informou que tem três plantas brasileiras, quatro no Uruguai e duas na Argentina habilitadas a exportar para os EUA. Outras sete unidades estão em fase final para aprovação, informou a assessoria de imprensa da companhia à CarneTec.

“A Marfrig, que já podia exportar carne in natura do Uruguai e da Argentina, passa com a abertura do mercado brasileiro a ter total integração comercial entre as operações América do Sul e América do Norte”, disse a empresa em comunicado.

A companhia disse que a abertura do mercado norte-americano para as carnes brasileiras irá facilitar a relação comercial e aumentar o portfólio de suas operações na América do Norte.

Fonte: Carnetec

Veja também

Exportação de carne suína em 2020 supera 1 milhão de toneladas pela 1ª vez12/01 As exportações totais de carnes suína brasileira somaram 1,02 milhão de toneladas em 2020, um recorde para o setor e alta de 36,1% ante 2019, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta semana. “Seja pelo recorde de exportações de suínos, superando 1 milhão de toneladas pela primeira vez na história,......

Voltar para Notícias (pt)