EXPOMEAT
É ADIADA PARA 2022

Em breve divulgaremos a nova data que está sendo negociada junto ao Pavilhão de Exposições Anhembi

Notícias

Postado em 14 de Julho às 14h47

Peixe BR e Apex avançam tratativas por maior exportação de peixes de cultivo

Notícias do Setor (642)
EXPOMEAT 2021 - lll Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal A Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR) evolui nas negociações com a Agência Brasileira de...

A Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR) evolui nas negociações com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações (Apex Brasil) para incentivar o comércio internacional de peixes de cultivo.

As conversações entre as instituições já ocorrem há pelo menos dois anos e avançaram para ações efetivas do projeto setorial Peixe BR/Apex Brasil para o fomento da piscicultura brasileira no exterior.

No início de julho, por exemplo, Peixe BR e Apex Brasil fizeram duas reuniões com representantes de empresas associadas para tratar especificamente de tilápia e de peixes nativos, avaliando ações e países-alvo.

“A participação foi expressiva, o que demonstra o interesse das empresas em expandir sua presença em mercados importantes”, disse o presidente executivo da Peixe BR, Francisco Medeiros, em nota.

O dirigente explicou que estão programados novos encontros com a Apex Brasil para o avanço das tratativas, que definirão os países-alvo e as principais ações do projeto setorial.

“Este é um movimento relevante. O Brasil produz peixes de cultivo de qualidade e tem potencial de vendas em diversos países. O mercado global está crescendo e precisamos estar preparados para conquistar uma parcela”, disse Medeiros, que convida outras empresas associadas a se juntar a este movimento e também participar do mercado internacional de peixes de cultivo.

Fonte: CarneTec

Veja também

Governo do Paraná espera alta na produção e exportação de carnes em 202119/01 O Paraná deve elevar sua produção total de carnes em cerca de 5% em 2021, na comparação com 2020, impulsionada pela abertura de novos mercados para exportações esperada para este ano, informou a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento. O estado deverá produzir cerca de 6,07 milhões de toneladas de carnes (bovina, suína e de......

Voltar para Notícias (pt)